CONTATO: unistaldense@hotmail.com

E AINDA...

O mesmo vereador que lamentou a contestação entre CNM e Firjan, disse que se Unistalda está entre as piores colocações do RS, alguma coisa está errada.
Pode ter algo de errado mesmo, será que não está na hora de Vossa Excelência dar lugar aí no Poder Legislativo, para outra pessoa?
Derrepente o erro está por aí mesmo, cadê os Projetos de Leis de Incentivo Fiscal?
Onde estão os projetos para ajudar na arrecadação do município?
Querem exigir tanto do Poder Executivo, mas não fazem nada para contribuir.

Embora sabendo que isto não iria mudaria milagrosamente a pesquisa desta Federação de Indústrias do Rio de Janeiro, pois em critérios nossa área rural é muito maior que a urbana, e para cobrar impostos de todos teriamos que mudar a Constituição Federal, ou trazer todo o povo do interior para a cidade. Mas um projetinho, uma contribuição de um e de outro, tornaria melhor do que esperar somente de uma pessoa, ou de um " Poder".
Criticar e justificar é fácil, quero ver fazer!

Um comentário:

Marcio Henrique disse...

Para contribuir com uma gestão pública eficiente e democrática, o Sistema Firjan (Federação das Indústrias do Rio de Janeiro) desenvolveu um índice de Gestão Fiscal. É uma ferramenta que mede a responsabilidade administrativa, por meio de indicadores que possibilitem o aperfeiçoamento das decisões quanto à aplicação do dinheiro público e maior controle social da gestão fiscal dos municípios. O índice é composto por cinco indicadores: receita própria, pessoal, investimentos, liquidez e custo da dívida. Os dados são fornecidos pela secretaria do Tesouro Nacional (ano base 2010), constituídas por informações orçamentárias e patrimoniais prestadas pelos próprios municípios.
Entre os piores do Estado
Apesar da boa colocação em comparação com outros municípios do Brasil, as cidades da nossa região apresentam os piores índices do Estado, com exceção de Capão do Cipó, que está na posição 121 entre 496 municípios. Veja onde está seu município e tire suas conclusões:
São Vicente, 209º; Mata, 224º; São Francisco, 264º; Nova Esperança, 309º; Itacurubi, 323º; Santiago, 330º; Jaguari, 372º; Bossoroca, 425º; Manoel Viana, 482º; Unistalda, 491º.
A pesquisa completa, com todos os indicadores, pode ser acessada em http://www.firjan.org.br/IFGF/