CONTATO: unistaldense@hotmail.com

Família rasga dinheiro, sai para encontro com Jesus e desaparece após envolvimento com Seita Religiosa

Pedro e Antônia e os filhos Henrique e Thais
No dia 13, domingo, doze pessoas (número dos apóstolos) se reuniram na casa de Pedro, em Diadema, na Grande São Paulo, para “última ceia”, conforme afirmaram. Eles leram a Bíblia, escreveram recados para parentes, rasgaram dinheiro e documentos e quebraram instrumentos do demônio, como computador e televisor, preparando-se para o dia seguinte. O dia em que, por volta das 14h, provavelmente em algum lugar da rodovia Fernão Dias, Jesus ia voltar e os levaria para o Pai. Era o dia do arrebatamento, previsto na Bíblia.

Desde então o vendedor Pedro, sua mulher Antônia, seu irmão José Carlos e os filhos Henrique, 22, e Thais, 18, estão desaparecidos. Eles saíram só com a roupa do corpo com a convicção de que um anjo os abordaria anunciado a chegada de Jesus.

Valcilene Dias, mulher de José Carlos, e os filhos do casal (a adolescente Carla e os meninos Rubens e Moisés) também saíram para o encontro com Jesus, mas voltaram quando sentiram sede e fome. “Eles estavam levando aquilo muito a sério”, disse Valcilene, que está desesperada com o desaparecimento do marido.

Antônia deixou um emprego em uma empresa onde estava havia 14 anos. Seu filho Henrique terminou a faculdade no ano passado, tinha emprego e era noivo. Thais também abandonou o emprego.

Foi Patrícia Gomes Carvalho, filha adotiva de Pedro e Antônia, a primeira a notar o desaparecimento do casal e filhos. Ela mora com marido e dois filhos pequenos em uma casa vizinha à da família de religiosos.

Patrícia e outros vizinhos contaram que Pedro tinha mudado abruptamente de comportamento, influenciando toda a família. “Eles só falavam sobre o fim dos tempos e da volta de Jesus”, disse Patrícia.

Os vizinhos apontaram três pregadores que se revezavam na Praça da Sé, em São Paulo, como os responsáveis pelo fanatismo religioso da família. O líder deles é Roberto Carlos da Silva, que teria calculado o dia da volta de Jesus com base em um calendário hebraico. Dono de uma pequena gráfica, ele deixou mulher, três filhos e dívidas.

A polícia está investigando o caso.

FONTE: RECORD 

4 comentários:

Anônimo disse...

Todos eles são burros, não usaram a inteligência, caíram em um golpe!

Anônimo disse...

devemos temer a DEUS nao aos homens quando Jesus voltar nao saberemos o dia nem a hora os sinais ja estao acontecendo!

Anônimo disse...

realmente não se sabe o dia e nem a hora q o filho do homem (jesus) ha de vir ....
os falsos profetas estão ai aquele q não estiver firmado na palavra de deus vai ser enganado

Robson Lima disse...

Estive com eles ontem e hoje aqui en Belém/PA, estudamos juntos suas idéias e conceitos, e não acho que eles são doidos não, só estão indo um pouco além, quase entrando no fanatismo.

Estão indo para Castanhal/PA amanhã talvez, e em seguida se não me engano para Bahia.

Eles me contaram que vieram à pes desde Diadema, ja de um tempinho pra cá eles conseguiram adquirir bicicletas juntando latinhas.
Só vieram Pedro e mais dois, tos de barba enorme, mas de boa aparência.


Para qualquer outra informação:
rob-cell@hotmail.com