CONTATO: unistaldense@hotmail.com

Anúncio da morte de Osama bin Laden recebe destaque especial na imprensa internacional

O anúncio da morte do líder terrorista Osama bin Laden, feito pelo presidente dos Estados Unidos Barack Obama, no final da noite de domingo (início da madrugada desta segunda em Brasília), repercutiu instantaneamente na imprensa internacional. O jornal The New York Times estampou a manchete "Bin Laden está morto", reforçando a ação realizada pelas forças militares americanas.

Já o Washington Post salientou a declaração de Barack Obama sobre a morte do afegão: "Osama bin Laden morto; 'a justiça foi feita'". No entanto, o jornal ressaltou que a facção terrorista Al-Qaeda, a qual pertencia bin Laden, permanece como uma ameaça ao país.

O site do jornal espanhol El País destacou "Estados Unidos matam Bin Laden em uma operação no Paquistão" e ainda lembrou a possibilidade de o corpo de Osama ter sido jogado ao mar, de acordo com a imprensa americana. O Guardian, da Inglaterra, também considerou o esconderijo onde o líder talibã foi morto.

Na França, o Le Monde postou em sua capa na internet "Bin Laden morre no Paquistão e corpo é jogado ao mar", além de destacar o homem que registrou ao vivo a morte pelo Twitter. A rede de notícias árabe Al-Jazeera elaborou uma linha do tempo com as mensagens deixadas por Bin Laden ao longo dos anos e ainda as reações internacionais ao fato.

Todas os sites elaboraram infográficos, galerias de fotos, vídeos e especiais sobre a trajetória do afegão, além do histórico da Al-Qaeda e uma volta ao tempo relembrando os ataques de 11 de Setembro às Torres Gêmeas, em Nova York.

Nenhum comentário: